Caminhada zumbi

4 novembro, 08:53

(Este artigo estava pronto desde sexta-feira, mas como tanto a energia quanto a Internet estão irritantemente não-confiáveis, tanto que o aviso de ontem saiu truncado, só hoje consegui postar.)

Começando do começo: esperávamos quarenta pessoas, no entanto fomos surpreendidos por quase oitenta indivíduos!
Assim que vi tantas pessoas fiquei apreensivo. Muita gente para controlar, muitos rostos desconhecidos para confiar.

Mas meu medo foi em vão, tudo correu perfeitamente bem!

Saímos exatamente às oito horas -para a surpresa de muitos que apostavam em atrasos- e andamos mais ou menos um quilômetro. Pode não parecer, mas isso é um esforço incrível para quem está praticamente “rastejando em pé”, como disse um dos zumbis.
Tanto que demoramos quase uma hora para chegar ao restaurante que marcava o final do percurso.

A gerência já esperava por nós, pois a organização teve o bom senso de ligar antes explicando a situação, mas as pessoas lá dentro não faziam ideia do que estava acontecendo quando começaram a ver aquela horda de zumbis se aproximando a passo de tartaruga.

No caminho, conseguimos fazer alguns adolescentes correrem, uma senhora gritar de medo, dois corredores noturnos mudarem de calçada e um criança chorar. O pai da menina não ficou com cara de satisfeito, mas pelo menos deixou por isso mesmo.

Nem todos ficaram no restaurante quando acabamos, pois alguns preferiram continuar a brincadeira e ir para bares desavisados. Principalmente os que foram pela primeira vez este ano.

A melhor parte da noite foi quando um dos organizadores levantou para fazer um discurso que consistia integralmente de gemidos. Todos riram bastante, incluindo os fregueses “vivos”.

No mais, foi uma farra boa. Ficamos até a madrugada e acabei indo com uns colegas para a praia, ver o sol nascer e tirar a maquiagem com um banho de mar, o que nos deu uma ideia ótima: zumbis aquáticos ano que vem!

Hoje a tarde -nota: isto foi escrito na noite seguinte à caminhada- um amigo meu que participou me ligou e disse que quase bateu o carro na volta para casa. Nada muito grave, apenas se distraiu e subiu uma calçada, se recuperando rapidamente.
Mas o episódio criou uma piada: se ele bate o carro e fica inconsciente, já pensou na cara da equipe de emergência chegando ao local e vendo um motorista recém-acidentado já em estado avançado de putrefação?

Anúncios

Uma resposta to “Caminhada zumbi”

  1. Este Aquele Homem Says:

    Hahahahah
    Você me mata de rir.
    Bom é que disfarçado eu posso transitar por entre os vivos…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: