Ciência tupiniquim

14 dezembro, 08:13

Me orgulho em saber que não só lá fora existem trabalhos científicos grandes o suficiente para serem alvos de ataques terroristas.
Me envergonha concluir que aqui, alternativamente, não existe polícia.

Quando os cientistas trabalhando no LHC foram ameaçados mês passado, rapidamente a polícia suíça resolveu a situação, aumentando a segurança do local e efetuando algumas prisões importantes.

Mas aqui, quando no começo de dezembro um grupo de grileiros e contrabandistas cumpriu promessas já antigas e incendiou uma base do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, às margens do Rio Negro, os cientistas receberam apoio policial? Não. Receberam várias contas para pagarem os equipamentos perdidos e multas do governo pelo “mal uso” da área reservada a eles.

Os bandidos continuam derrubando árvores protegidas e contrabandeando madeira enquanto a ciência brasileira vive mais um dia como o anterior.

Anúncios

Uma resposta to “Ciência tupiniquim”

  1. Juninho Says:

    É por isso que a fuga de cérebros têm de acontecer! Sempre! E é bem feito, quem manda sermos um país “pão e circo”?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: