Para quem acredita em pouca coisa

8 janeiro, 08:07

Eu estou impressionado, de verdade!
Certa vez eu acreditei que havia um limite para estupidez, mas logo enxerguei a realidade. Não há.

De todas as coisas estranhas que eu conseguiria bolar, nem com todo empenho e esforço eu pensaria na possibilidade de que existisse um culto devotado à crença de que os maiores líderes mundiais são não apenas extraterrestres provenientes da constelação de Draco como também lagartos transmutantes que se refestelam com nossas “energias” negativas!

Destá que a constelação de Draco só tem a forma que tem quando vista da Terra. Não vamos deixar fatos atrapalharem o delírio alheio. Que, aliás, vai mais além, afirmando que Adão -sim, aquele primeiro- foi um híbrido lagarto-humano e que para obter a forma humanóide eles precisam beber nosso sangue (seriam os dragões de Komodo descedentes dos draccianos? Eles comem pessoas vez por outra).

Segundo o líder desse culto ridículo, David Icke, qualquer pessoa bem sucedida, rica e poderosa ou é mutante ou um escravo mental de um réptil.
Logo, seguindo esse “raciocínio”, o novo presidente dos EUA também deve ser um deles, não?

E eis que ontem aparece um vídeo que, em poucos minutos -literalmente- se alastrou e se multiplicou pela Internet de forma jamais antes vista (e que com certeza todos vocês lendo isso já viram), onde durante um discurso de Barack Obama, um repórter faz -segundo o texto que acompanha o vídeo- “a pergunta mais importante de sua vida” e desmascara a conspiração transmutante humano-lagarto-dracciana de uma vez por todas, frente a todas as câmeras do mundo -apesar de todos os vídeos serem iguais, do mesmo ângulo-.
A pergunta foi: “Sr. Presidente, o senhor é um lagarto mutante?”

Não tendo como se esconder mais -pois aparentemente políticos não sabem mentir-, Obama não teve saída e, “para a surpresa de alguns” -novamente, retirado do texto que acompanha o vídeo-, admite ser um extraterrestre.

O vídeo acaba com um zoom dramático no rosto do presidente logo antes dele piscar os olhos, que passam de normais, como os meus e os seus, para olhos amarelados e com pupilas em fenda, comum em lagatos.
O último quadro do vídeo é uma imagem congelada do rosto ligeiramente esverdeado com olhos reptilianos e um sorriso “enigmático”, a la Monalisa.

Uma quantidade extraordinária de pessoas requerem evidências extraordinariamente frágeis.

Anúncios

2 Respostas to “Para quem acredita em pouca coisa”

  1. Rodrigo César Says:

    Não é preciso que os líderes mundiais sejam repteis para a gente não gostar deles, nem os filhos da **** dos Rockfelers e Rochtchits. A realidade é muito mais terrível que qualquer fantasia.


  2. […] cima- mas eu não creio que algo com esse nível de estupidez se espalhe muito. Mas como coisas mais idiotas têm seguidores, eu posso estar […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: