Sabiam que a letra da música “Samba de Orly” foi co-escrita por Vinícius de Morais?
Esse é o fato pouco conhecido porque a única contribuição dele para a música foi trocar uma frase -a que dá título a este artigo- por outra que foi posteriormente censurada, sendo substituída pela original por Toquinho.

Acho que pelo menos isso eu posso dizer aqui, não é?

Anúncios

Terrorismo engraçado

30 março, 21:50

Ano passado, algum tempo depois de acharem um sinal interessante no espaço, eu achei que seria o fim da estória. Obviamente eu estava enganado.

Um grupo que se classifica como “terrorista” -pois mais ninguém o faria- passou um bom tempo se organizando e, a partir do começo do mês passado vem praticando uma espécie de “ato terrorista” mas que, como o Dia Mundial do Pulo, me cheira mais a uma tentativa de forçar o surgimento de um meme, porém parece que vem dando certo, no entanto, tanto que passou a atrair a atenção da mídia.

O grupo diz em seu website que pretende facilitar a entrada dos extra-terrestres no nosso planeta bloqueando a visão dos astrônomos.
Mas dessa vez os cientistas não estão correndo risco pessoal. A autoproclamada “organização terrorista para o extermínio dos humanos” está simplesmente apontando holofotes para o céu nas vizinhanças de observatórios ao redor do mundo para tentar diminuir a resolução das observações. Brilhante essa ideia!

Se a moda realmente pegar, uma parte importante da pesquisa científica mundial pode ser afetada por algum tempo até que se ache uma solução diplomática -já que não existem leis contra apontar luzes para cima- mas eu não creio que algo com esse nível de estupidez se espalhe muito.
Mas como coisas mais idiotas têm seguidores, eu posso estar errado.

Se toda organização terrorista fosse assim…
Infelizmente nem toda piada é engraçada.

A comunidade internacional não tem dúvida alguma de que um dos piores vírus já catalogados chegou na Rússia ainda ano passado, no começo da crise, mas só agora o governo daquele país resolveu confessar.

Abalado pelo perigo invisível que escolhe alvos indiscriminadamente -e pela ameaça palpável que tem um público bastante específico-, o povo russo ameaçou se revoltar se o presidente não admitisse -e pedisse ajuda- ao resto do mundo que está sofrendo sem controle.

Eu ainda não presenciei um só caso da doença, mas as notícias falam por si.

E enquanto isso, o fluxo diplomático permanece inalterado.
Só eu acho isso errado?

Petróleo e Guerra

11 março, 14:07

Meio da semana sempre traz boas notícias…

É de conhecimento público que ninguém manda na Antártica, que goza dos mesmos direitos que as famosas “águas internacionais” onde todo mundo tem tudo mas ninguém tem nada.
Por ser um território praticamente desocupado e completamente desabitado, ninguém pode clamar soberania daquele deserto gelado. Isso é simples o suficiente e todo mundo entende.

Menos a Inglaterra.

Por algum motivo que me escapa do entendimento, os ingleses acham que mandam naquele pedaço de mundo congelado.
E, até agora, nenhum outro país teve motivo para contestar tal alegação pois nunca se impediu um deles de ir lá fazer o que bem entendesse.

Mas isso tudo pode mudar muito brevemente.
Graças ao nosso querido petróleo.

Um consórcio internacional de empresas de vários países -incluindo EUA, China e até o Brasil- acha que existe muito petróleo embaixo de tanto gelo e pedra e começaram a fazer testes.
Tudo isso legitimamente, às vistas de todos, pois como já foi dito, aquela área é livre.
Da mesma forma que qualquer barco que esteja a mais de noventa milhas da costa mais próxima pode explorar a pesca como bem entender sem dar satisfação a ninguém, qualquer pessoa, grupo, empresa ou país pode fazer o que der na telha na Antártica. Inclusive perfurar o solo atrás de petróleo.

Mas aí entra a arrogância da Inglaterra que quer tomar conta do que não lhe pertence.
O representante daquele país disse recentemente -acho que ainda no começo desta semana- numa conferência das Nações Unidas, com todas as letras, que a “Inglaterra declararia guerra a qualquer nação que tentasse perfurar o solo antártico sem sua permissão explícita”.
Arrogância e estupidez, na minha opinião.

Como crianças proibidas de fazer uma certa coisa tendem a gravitar em torno daquele objeto proibido, parece que alguns países entenderam a ameaça como convite à exploração.
Incluindo Rússia, França, África do Sul e Coreia do Norte.

Isso tem potencial para acabar tão mal, mas tão mal…

Pais virtuais?

8 março, 08:35

Um casal foi preso semana passada numa lan house onde eles passavam horas e horas por vez cuidando de uma família virtual -com direito a uma filha, pelo menos.
Quando o proprietário do estabelecimento descobriu que eles eram pais de uma menina recém-nascida real, ligou para a polícia e os denunciou, pois já iam na décima segunda hora seguida jogando. Enquanto a criança estava sozinha em casa.

A garota, seis meses de idade, foi encontrada bastante desidratada e encaminhada com urgência para uma UTI infantil, enquanto os irresponsáveis pais dela foram para a cadeia.

Onde nós estamos? De verdade, o que está acontecendo com o mundo?
Cuidar de uma diferença de voltagem num lugar que não existe é mais importante que dar água para um ser humano?
Até depois que essa pessoa apareceu no mundo por sua causa?

Isso é ridículo! Esses dois deveriam ir direto para um paredão de fuzilamento!
Não se pode permitir que esses dois tenham a menor chance de se reproduzir novamente. Isso sim seria um crime.

É bem possível que este blogue fique mais algumas semanas sem postagens. Meu médico disse que não pode mais me dar morfina, pois isso pode ser ruim para a minha saúde.
Ele só não falou nada sobre eu evitar apanhar de novo.

Estou tentando ser engraçado para evidenciar a piada: sempre evitei ter filhos por não me achar um pai suficientemente apto e sou eu quem apanha na rua, não os dois relatados acima.

Ironia?

Quantas pessoas mais vão morrer por um erro de escolha?

Pessoas que moram em áreas propícias a terremotos, deslizamentos, vulcanismo ou outros lugares potencialmente perigosos não entendem que não existe tal coisa como “desastre natural” e que, no fim das contas, a culpa é delas.

O evento (furacão, alagamento, etc) é natural. Isso é básico.
O desastre, no entanto (perda de vidas, de propriedade, etc), é totalmente artificial.
As pessoas só morrem às centenas por terem escolhido viver num local perigoso para elas.

Todo chileno vivo hoje sabe que o terremoto mais forte registrado até hoje aconteceu lá e que aquilo não foi um acontecimento único.
Então por que continuar vivendo lá?

Por que insistem em construir estruturas tão altas e complexas para encher de gente numa área como o Japão, onde há um terremoto de grande magnitude a cada dois anos?

Fenômenos são causados pela Natureza.
Desastres são causados pelo Homem.

ainda bem que não fui a brasília [ver artigo abaixo] no carnaval, pois acho que teria passado mal com tamanha estupidez perto de mim.

um dos lugares que eu queria visitar chama-se ‘praça dos orixás’ e, segundo uma amiga me contou, é um local bem estruturado e muito bonito, com várias estátuas em tamanho natural de orixás.
acho que o que vem a seguir é fácil de supor…

sim, o local foi totalmente depredado na quarta-feira de cinzas por um grupo de uma igreja pentecostal que mantém um culto ali perto e que reclamou da presença de espíritos malignos no local.

um dos retardados teve a cara-de-pau de dizer ‘nossa igreja estava protegida daqueles demonios negros que influenciam as pessoas a cometer crimes na nossa regiao’.
não acho que seja possivel ser mais tapado que isso, reclamando da criminalidade enquanto destrói patrimonio público.
e além de burro é racista.

o pior da estória é que a praça havia sido, logicamente, construída com dinheiro público que não veio de maneira alguma da igreja, que não paga imposto algum. isso é um absurdo.
as igrejas tem o ‘direito’ de extorquir os pobres em troca de favores impossíveis, roubar dinheiro dos desvalidos e criar corjas de meliantes como a que destruiu a praça dos orixás sem jamais contribuir para a sociedade de qualquer forma.

por mim, todas essas seitas disfarçadas passariam por auditorias, começando, obviamente, pelos donos dessas empresas imorais.

%d blogueiros gostam disto: